03 agosto, 2006

•••••••• busca ••••••••

imagem: Jorge Moreira

11 Comments:

Blogger Ricardo Rayol said...

Hummm, melencólico para uma sexta feira nublada e friorenta. Mas como sempre super bem escrito

4 de ago de 2006 09:01:00  
Blogger Kafé Roceiro said...

agora estás linkada minha amiga. Beijos do Kafé.

4 de ago de 2006 09:27:00  
Blogger José Alberto Mostardinha said...

Olá Rose:

Sempre essa veia poética a surpreender-nos reflectindo estados de espirito.
Bem hajas.
Vim dizer-te também, com carinho, que há nova postagem no EG a merecer o teu comentário.

Um beijo,

4 de ago de 2006 14:03:00  
Blogger Um Poema said...

Esta tua fabulosa "Busca" merece bem um final feliz.
Um bom fim de semana, Rose.
Um abraço

4 de ago de 2006 18:17:00  
Blogger Santa said...

Que post! Dá vontade pegar um banquinho, sentar quieta e ficar...
Bjs

5 de ago de 2006 17:18:00  
Anonymous Helena de Tróia said...

Te espero para um café lá no Arte Incomum do Miolo de Pote. Beijos.

5 de ago de 2006 17:25:00  
Blogger O Sibarita said...

Rose, obrigado por ter ido ao nosso blog espero que você sempre dê uma voltinha por lá, convite estendido à todos.

Belo, sim belo o seu poema de um lírismo impar! Falar mais o que sobre ele? Ele por si fala... Aproveito e já que na moldura tem uma barca deixo uma poesia chamada a Barca tomara que você goste.

A BARCA

Ah! Esta barca,
esta barca sem velas
que singra os mares das paixões
que vai, que vem, que traz
segredos, desejos e degredos.
Várias direções, nenhuma placa!
Sol e brisa
lua e estrelas
mar alto, alto mar.
Banhar-se em ti
e beber da chuva
é saber navegar
passado, presente e futuro!

Ver-te na partida desta barca
como se fosse um pedaço de mim,
um pedaço da minha alma.
São miragens, paisagens
alucinações e paixões!

Que os teus olhos se percam
e me encontrem em cada porto
em cada constelação!

Eu,
eu em mim
para nenhum lugar
para algum lugar
a barca!

O Sibarita

5 de ago de 2006 21:35:00  
Blogger Kafé Roceiro said...

Beleza!

6 de ago de 2006 03:02:00  
Blogger Saramar said...

Rose, querida, bom dia.
Essa sua busca parece ser a mesm ade todos os corações amantes, mas só você consegue descrev~e-la com tanto encanto e beleza.
Lindo, lindo!

Beijos

6 de ago de 2006 09:40:00  
Anonymous rubo jünger medina said...

Procuras coisas efêmras, não duradouras?
Beijos. Bom fds.

Meu blog da minissérie http://dulcineia.blogspot.com

6 de ago de 2006 13:50:00  
Blogger Nda said...

Tá rebocado como gostamos do seu blog, das suas poesias, de tudo mesmo!

Agora, Tá piripicado se você e todos que escrevem aqui não forem ao nosso blog que é novissimo...

- Ai meu Deus! Esses olhos em Tonha? - Oxente, qual é a sua Pissoleta? Deixa os olhos da moça e zoia eu! - Ah não... Você quer que eu troque os olhos cor do céu (E que céu!) pelos seus olhos de chinesa baiana? Troco não! Vou de azul mesmo, vixe mainha... kkk

abraços

8 de ago de 2006 00:32:00  

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home