16 setembro, 2007

Eu sem você


7 Comments:

Blogger Zé Carlos said...

Nem o Poetinha quando fez Samba em Prelúdio gostou da idéia de viver "Sem você..."

Doce, suave, poema seu mesmo....

Bjs do ZC

17 de set de 2007 00:31:00  
Blogger Ricardo Rayol said...

sem voc sou como uma pipa sem linha, voando desarvorado sem rumo

17 de set de 2007 14:06:00  
Blogger Vieira Calado said...

Li vários dos seus poemas.
Para além da originalidade muito peculiar de mostrá-los devidamente enquadrados em belas imagens, devo dizer que os achei muito interessantes.
Têm traços comuns, e isso é pensado com antecedência, nâo é um acaso.
Boa semana.

17 de set de 2007 16:26:00  
Blogger Menina do Rio said...

Olá Rose! bem vinda!
Adorei os teus poemas dentro de molduras.
Estás no Recanto. E eu tb comecei a andar por lá.

Nos vemos.

beijinhos

17 de set de 2007 18:44:00  
Blogger Poemas e Cotidiano said...

Ola Rose!
Obrigada pela visita no meu Blog, viu? Fiquei feliz!
E suas poesias sao aquelas simplesmente encantadoras. Diferentes, vem de dentro, do seu amago, e as palavras trabalhadas lindamente.
Sou sua fa!
Beijos querida
MARY

17 de set de 2007 23:27:00  
Anonymous Anônimo said...

Ueba!

Parabéns.

Tigrão.

18 de set de 2007 19:58:00  
Anonymous Sil Porto said...

Olá minha querida Rose

Um lindo poema que mexeu com minha emoção.
Me fez lembrar de um certo alguém que um dia implorei para não me deixar, pois, sem ele... eu seria como a lua em noite de luar sem o brilho das estrelas.

Muito lindo minha querida... vou garimpá-lo para meu flog, ok?

Beijo enorme e obrigada pelo seu carinho em meu flog.
Tenha um lindo final de semana.

Sil

21 de set de 2007 21:31:00  

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home