25 fevereiro, 2008

Silêncio


rosemari hauenstein ruch

18 Comments:

Blogger Ricardo Rayol said...

dificil imaginar algo que construa demolido e em escombros.

25 de fev de 2008 14:07:00  
Anonymous sergio said...

Essa é a possibilidade de um recomeço, independente da situação em que encontramos, destruídos ou não. bj amiga rose

26 de fev de 2008 16:47:00  
Anonymous bruxinha said...

Esse poema está maravilhoso, muito lindo mesmo Rosemari, bj magico para vc

26 de fev de 2008 16:48:00  
Blogger fronteiras said...

No silêncio do tempo encontro as minhas ruínas, teço o diálogo de todas as pétalas e sorvo o aroma, o mais belo para escrever mil poemas, todos especiais, todos magníficos, porque traduzem a magnificiência do silêncio. Fico inconstante neste silêncio, tomado no etéreo das carícias e perco-me nos brindes do além...
Como gostei deste trabalho. Bem haja
Abraço.
Fronteiras

27 de fev de 2008 15:25:00  
Blogger DE-PROPOSITO said...

... e sómente o silêncio grita mais alto que meu coração, inconstante.
-----------
É, o silêncio por vezes, faz muito barulho.
Fica bem.
E a felicidade por aí.
Manuel

27 de fev de 2008 17:03:00  
Blogger -Francielle/Luciane- said...

Belo blog!
:D

By Fran
http://devassaaar.blogspot.com/

28 de fev de 2008 17:44:00  
Blogger Professor Sergio said...

No silêncio da noite meus pensamentos se elevam e a brisa transporta minhas energias positivas até você... amizade é como planta, depois de nascer, precisa ser regada sempre para que haja crescimento. abraço amiga, ótima noite...

28 de fev de 2008 19:13:00  
Anonymous Nusa said...

Belíssimo... as emoções sempre nos supreende, pq até mesmo o silêncio tem a sua fala compreendida no seu momento ... gostei mto .

Beijos.

29 de fev de 2008 00:17:00  
Anonymous Fran said...

Obrigadaaa.

Claro que pode! Farei o mesmo, pois seu blog é muito lindo também. Parabéns.

:D

29 de fev de 2008 08:21:00  
Blogger Rosi Gouvea said...

Oi Rose,

Que lindo seu Blog!
Fiquei um tempão admirando suas obras! Pereitas... Te linkei no meu ok?

Beijos

29 de fev de 2008 19:24:00  
Blogger BANDEIRAS said...

Boa noite,

que bom, verso novo, sobre o sempre bom e gostoso amor.
Apareça lá no blog, tá rolando uma festinha de niver.
bjs.

1 de mar de 2008 23:07:00  
Blogger Professor Sergio said...

Rose, um ótimo domingo para vc! bj

2 de mar de 2008 13:53:00  
Blogger Cadinho RoCo said...

O que faz brotar o silencio em nós?
Cadinho RoCo

2 de mar de 2008 20:42:00  
Blogger Cristiane Moreira said...

Olá!!!
Vim pelo blog da Santa e gostei muito daqui.

Beijos!

4 de mar de 2008 13:30:00  
Blogger Nilson Barcelli said...

Belíssimo poema.
"Nosso diálogo mudo dói como flechas"
Excelente imagem.

Bom resto de semana, beijinhos.

5 de mar de 2008 09:48:00  
Blogger cristino martim crus said...

...o silêncio...é um amigo que nunca trai...

o nosso beijo...

3 de abr de 2008 07:38:00  
Blogger neganinha said...

estou aqui mais uma vez a me emocionar a sentir a poesia,pois tb acredito no amor,acredito no encontro de duas almas que se procuram e se completam ao finito encontro.
lindo e apaixonante teus poemas!

24 de jun de 2008 20:46:00  
Blogger Delion said...

sei que estas ferida
mas em teus ferimentos
vislumbro uma vida.... pensamentos
seu olhar traz a fidelidade eterna.

não sentes a mim.
sentes apenas aquilo de bom que restou de minha alma
estas perdida nas ruínas
nas ruínas de meu abandono

mas quando de mim restares...
somente lembranças ...
verás outros olhares
e neles novamente verás esperança...

thelyonn@hotmail.com

30 de mar de 2010 23:18:00  

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home