06 março, 2008

Adeus...


rosemari hauenstein ruch

13 Comments:

Blogger Falando de Amor said...

adeus é mais um belo poema dos muitos que tuas doces inspirações produziram...sabes como admiro o teu trabalho, né? Só posso dizer parabéns por mais essa obra literária...bjos querida!

6 de mar de 2008 20:55:00  
Blogger Nilson Barcelli said...

"Talvez queira as madrugadas
agora vazias de algum encanto
e os acordes
da nossa canção desesperada
em sonata desarranjada."


Cara amiga, mais um excelente poema.
Parabéns pela qualidade.

Beijinhos.

7 de mar de 2008 05:19:00  
Blogger Ricardo Rayol said...

despedida amarga essa

7 de mar de 2008 09:27:00  
Anonymous Marcos Ribeiro said...

A gente só dá realmente o ADEUS a quem não ama.
A quem amamos tentamos o diálogo e o encontro, a volta do romance, independente do mundo à nossa beira.
Marcos - O Porto

8 de mar de 2008 18:49:00  
Blogger O Profeta said...

Passou o dia sobre as cidades
Esquecido por esta estação
Uma flor deposita no vento uma semente
Este ribeiro leva consigo a ilusão

Secretamente a terra a recolhe
Guarda-a da voragem do vento
Espera que água a fecunde
Explode a vida a cada momento



Bom domingo


Mágico beijo

9 de mar de 2008 15:06:00  
Anonymous Nusa said...

Olha como é dificil dizer essa palavra ...bom aproveito para dizer dar parabens pelo dia internacional da mulher vc é uma que eu mto admiro mesmo conhecendo a pouco.

Bjus.

9 de mar de 2008 21:50:00  
Anonymous daniela mann said...

Chega a doer...
Beijinhos

11 de mar de 2008 16:16:00  
Blogger Nilson Barcelli said...

Espero que este seu poema não seja também um adeus ao blogue...

Bom resto de semana.
Beijinhos.

12 de mar de 2008 11:07:00  
Blogger cristino martim crus said...

"-As almas das poetisas são todas feitas de luz, como as dos astros:não ofuscam, iluminam..."

12 de mar de 2008 15:32:00  
Anonymous Chuvinha said...

Devemos amar de olhos abertos, respeitando a individualidade. Somos nos sempre e conosco e que ficamos no final.

14 de mar de 2008 23:03:00  
Blogger Cristiane Moreira said...

Lindo Rose!!!

:)

16 de mar de 2008 03:55:00  
Anonymous Anônimo said...

Como lhorar si ojos,
como llorar sin corazon ,
como sentir sin alma
sin pensar en vivir

sufriendo com cada dia que passa
sufriendo com cada recuerdo
gente que te mira
i dice... que pena

como no pueden decirnos
que no hay retorno
despues que te caes
sin ver el suelo

en verdad que es amar?
Si es tan poco que sientes
y le aces sentir
asi acaba todo en la vida

las vezes sin mismo decir adios
quando dices ya no hay nadies
ni propia sombra
sufres, pero lo peor es que vives
y vives sufriendo

todos te miran e te dicen no!
Poque no les gusto
por lo que soy
no puedo mudar

sin motivos para eso mi alma se muere
pero mi cuerpo se mantiene
conmigo dentro

25 de nov de 2008 23:57:00  
Blogger Delion said...

levarei aquele sorriso...
que te fez acreditar...
acreditar que de ti preciso

tu fostes uma necessidade
tu fostes uma tentação
que me inspirou a vaidade
pois somente ela existe me meu coração

confesso... sinto sua dedicação
a dedicação mais fiel...
como a sombra e seu cão

que dedicastes a tão cruel
e tão vil
coração.

expulse de ti minha insanidade
não mais me atraia...
para que eu não te despertes vontade...

30 de mar de 2010 23:25:00  

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home